10/08/2017 - 02:35

Confira o resumo do 13º Fórum de Missões realizado em Juazeiro do Norte/CE


IMG_2913

Templo da Assembleia de Deus em Juazeiro do Norte

Por volta das 19h50 do dia 31 de maio de 2017, o pastor Eduardo Leandro Alves (presidente do Fórum de Líderes de Missões das Assembleias de Deus do Nordeste) abriu oficialmente o evento com as seguintes palavras: “Declaro aberto o 13º Fórum de Missões das Assembleias de Deus no Nordeste, em Juazeiro do Norte/CE. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!”.

O Pr. Flávio Florentino, presidente da Assembleia de Deus em Juazeiro do Norte, repassou a responsabilidade da direção do culto de abertura para o Pr. Valter da Silveira (secretário de missões do Ceará).

A pregação da Palavra de Deus foi transmitida pelo Pr. João Gonçalves Mendes (presidente em exercício da Convenção da Assembleia de Deus no Ceará). O Pr. João perguntou: “Qual a finalidade de um missionário ir à outra nação? E a resposta veio logo em seguida, baseada na Bíblia Sagrada: Tornar manifesto os feitos do Senhor entre os povos”.

No fim do culto, toda a igreja levantou um clamor a Deus para que os “rios” do Senhor enchesse cada coração.

 

Quinta-feira, dia 1º de junho

 

Pr. Daniel Vargas apresentando o relatório

Pr. Daniel Vargas apresentando o relatório

O dia começou com um devocional e oração ao Senhor. Logo após, a mesa do Fórum foi formada pelos seguintes membros: Pr. Eduardo Leandro (AD Paraíba); Pr. Francisco de Assis (AD Maranhão); Pr. Valter da Silveira (AD Ceará); Pr. Flávio Florentino (AD Juazeiro do Norte); Pr. Reinério Campos (AD Piauí); Pr. Edvaldo Filho (AD Bahia) e o Pr. Paulo Locatelli (AD Rio Grande do Sul).

No primeiro momento houve a apresentação da Secretaria de Evangelização e Discipulado de Pré-adolescentes e Crianças (SEDAC), um projeto desenvolvido pela Assembleia de Deus em São Luís, no Maranhão. A irmã Suely Lima, coordenadora do projeto, apresentou 7 pontos preocupantes pelos quais a igreja precisa orar e agir em favor das crianças, dentre eles as violências física e psicológica e o infanticídio.

O ponto forte da fala da irmã Suely foi quando ela assim destacou: “Quantas vezes você, criança, chegou cedo em dia de festa na sua congregação e sentou no banco da frente, mas ao chegar uma autoridade você foi tirado(a) do seu lugar e sentou no chão? Irmãos, a criança é também importante. O próprio Jesus Cristo enfatizou: ‘Deixai vir até mim as criancinhas e não as impeçam!’ (Lucas 18. 16). É preciso cuidar das nossas crianças todos os dias e se comprometer com os resultados de nossas estratégias para alcançá-las. Crianças não são iscas para os adultos, crianças são peixes. As crianças não são a igreja do amanhã, irmãos, as crianças são a igreja de hoje. Elas precisam ser valorizadas”.

O pastor Francisco Ramos da Paz (secretário de missões da AD em Imperatriz do Maranhão) foi enfático em seu discurso ao convocar a igreja a pedir perdão pelas negligências que fazemos na educação religiosa infantil. “É preciso rever nossos erros e aprender com eles”, sugeriu o pastor.

No período da tarde, os secretários executivos de missões apresentaram seus respectivos projetos missionários.

Na oportunidade, o Pr. Jackson Douglas (secretário de missões da AD em São Luís/MA) e o Pr. Eduardo Leandro Alves (secretário de missões da ADPB) anunciaram a parceria em enviar o casal de missionários Gildeny Basílio e Victor Romero, os quais trabalharam no Peru, para atuar em campo missionário em Moçambique/África, já que a Assembleia de Deus em São Luís mantém dezenas de congregações naquele país. A parceria atende as necessidades das duas igrejas: no caso da ADPB, a necessidade é dar continuidade ao projeto missionário que iniciou há muitos anos e no caso de São Luís, ter um casal de missionários cuidando de suas congregações em determinada região.

Na noite de quinta-feira, dia 02, o Pr. Daniel Vargas (missionário da SEPAL) apresentou números da pesquisa do IBGE, realizada no Nordeste. “O fenômeno dos sem-religião (pessoas que se declaram praticar religião alguma) não é algo exclusivo das grandes cidades. Existem muitas pessoas sem-religião em cidades do interior”. De acordo com o Pr. Daniel Vargas, a pessoa que hoje se declara sem-religião um dia já pertenceu a uma delas, muitas vezes essas pessoas participaram de Escola Dominical, culto de doutrina, círculo de oração e hoje não congregam mais em lugar algum. Isso é campo missionário muito vasto, muito poderoso. “As igrejas precisam alcançar essas pessoas”, reforçou o pastor.

 

Sexta-feira, dia 2 de junho

IMG_2894A manhã da sexta-feira não foi diferente. Um devocional de louvor e adoração ao Senhor foi liderado pelo grupo de pastores “Koinonia Pastoral”. A igreja teve a oportunidade de ouvir as diversas experiências da missão transcultural, desenvolvidas pelas Assembleias de Deus nordestinas. A igreja do Senhor no Nordeste envia e mantém missionários em todos os continentes deste planeta e isso foi o grande prazer do Fórum. “Durante aqueles três dias tivemos a bênção de Deus em ouvir nossos irmãos e os respectivos desafios e potencialidades no desenvolvimento da missão. É isso que nos faz diferente. Cada Estado cumprindo o Ide do Senhor das mais variadas formas e é no Fórum de Missões que temos tempo para trocarmos ideias e aprendermos um com o outro”, informou o Pr. Eduardo.

O destaque do discurso do Pr. Ramos (secretário de missões em Imperatriz do Maranhão) foi para a união e a conversa entre os secretários de missões: “É fundamental trocarmos estratégias de evangelização entre os líderes da evangelização. Não podemos trabalhar lado a lado sem, ao mínimo, nos conhecermos. Vamos acordar! Unidos seremos mais fortes. Vamos deixar as diferenças de lado e caminharmos na unidade fazendo a obra do Senhor”. Ao complementar a fala do Pr. Ramos, o pastor Eduardo Leandro, informou que essa sempre foi a proposta do Fórum: “unir pessoas, conhecer a terra, identificar as dificuldades e potencialidades para possui-la como herança”, fazendo uma apropriação do lema do 13º Fórum de Missões. Ainda de acordo com o Pr. Eduardo, é impossível as igrejas do Nordeste terem uniformidade, pois cada uma tem sua metodologia de trabalho missionário, mas é possível sim, e necessário, termos unanimidade. “É impossível falar de obra missionária no Brasil sem falar de Assembleia de Deus, a denominação presente em todas as cidades brasileiras”, disse o secretário de missões da Paraíba.

Na sexta-feira à tarde foram discutidos as estratégias e parcerias da evangelização missionária, como o dia D da campanha do Nordeste para Cristo, que este ano será realizado no dia 09 de setembro, ou seja, no Dia Nacional de Missões. E a campanha de oração iniciará no dia 08 de agosto, com um devocional de oração. Serão 30 dias de oração e jejum pela obra missionária.

Na oportunidade, foi anunciado também que o 14º Fórum de Missões será realizado na Assembleia de Deus em Parnamirin/RN, entre os dias 02 a 05 de maio de 2018, mesmo período em que a Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte comemorará os 100 anos de fundação.

Nova mesa diretora do Fórum de Missões

Nova mesa diretora do Fórum de Missões

Também foi dada posse à nova mesa diretora do Fórum para o triênio 2017-2020 e Pr. Eduardo agradeceu todo o apoio que recebeu durante os sete anos que ficou na presidência. “É uma alegria imensa perceber o crescimento do Fórum e acredito que os secretários que tomaram posse darão uma excelente contribuição para o desenvolvimento dele na região. Eu continuo auxiliando o Fórum de Missões, no entanto, não mais na presidência. Há momentos em nossas vidas que devemos rever nossas posições e precisávamos girar a mesa do Fórum e, com certeza, ela está em boas mãos. Oremos por essa obra!”, encerrou o Pr. Eduardo.

O templo da AD em Juazeiro do Norte ficou lotado na noite de encerramento.  A pregação da Palavra de Deus ficou por conta do Pr. Paulo Locatelli (AD Rio Grande do Sul). O pastor Flávio Florentino agradeceu a presença de todos, inclusive da caravana de paraibanos que participou do evento: “Saímos do Fórum cheios de ideias para trabalhar as estratégias missionárias em nosso campo, que se chama Juazeiro do Norte. Pastorear a igreja na cidade que tem forte influência no turismo religioso é uma responsabilidade tamanha. Oreis por nós”, pediu o pastor Flávio.

Ramon Nascimento

 

NOVA MESA DIRETORA DO FÓRUM DE MISSÕES

Presidente

Pr. Francisco de Assis (AD Maranhão)

1º vice-presidente

Pr. Edvaldo Filho (AD Bahia)

2º vice-presidente

Diácono Renielton (AD Parnamirim/RN)

1º secretário

Pr. Valter da Silveira (AD Ceará)

2º secretário

Pr. Pedro Tadeu (AD Campina Grande/PB)

Conselheiros

Pr. Francisco Ramos da Paz (AD Imperatriz do Maranhão)

Pr. Vicente Viana (AD Ceará)

Pr. Reinério Dantas (AD Piauí)

Pr. Eduardo Leandro Alves (AD Paraíba)





Veja mais notícias: